quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Terpenos: composição química e suas propriedades terapêuticas


A composição química dos componentes dos óleos essenciais é determinada basicamente por dois fatores: o método de extração e a biossíntese das moléculas constituintes da planta.

Dependendo do método de extração algumas plantas podem ter suas características químicas totalmente diferentes. Um exemplo disto é o Jasmim que pelo processo de  destilação à vapor pode vir a perder todo o seu perfume e princípios ativos. Neste exemplo, os melhores métodos de extração seriam por solventes, CO2 ou hidrodestilação.

Outro exemplo é a Camomila alemã, que devido às altas temperaturas do processo de destilação à vapor, converte a matricina (um de seus componentes) em camazuleno. Sem este processo, o camazuleno não surge.

O processo de extração por CO2 hipercrítico, por sua vez, é considerado o melhor método atualmente para extração dos componentes químicos das plantas pois mantém em completa integridade os compostos ativos das mesmas, garantindo um OE de melhor qualidade e de maior potencial terapêutico.

A biossíntese das moléculas constituintes da planta pode ter alteração conforme o quimiotipo e o geotipo das mesmas, como explicado em outros tópicos referentes a este assunto. Vide Quimiotipos e Geotipos.

É importante observar que durante a estocagem do OE poderá haver uma mudança gradual em sua composição química em virtude dos efeitos da luz, calor, ar ou umidade, e também, o seu tempo médio de durabilidade. Sabendo disto, para diminuir estes problemas, os OEs devem ser guardados em vidros escuros e hermeticamente fechados.

Vamos então às principais classes de compostos encontradas nos óleos essenciais, suas propriedades terapêuticas e onde se encontram, iniciando com os terpenos.

Terpenos: dividem-se em muitas classificações, porém, somente encontraremos monoterpenos e sesquiterpenos e muito raramente, diterpenos, nos óleos essenciais. .

1. Propriedades terapêuticas dos MONOTERPENOS:
    • solventes de gordura (colesterol) e coágulos nas artérias: limoneno (principalmente), pineno e sabineno
    • expectorantes: canfeno, cimeno, pineno, sabineno e terpineno
    • anti-infecciosos: terpineno, pineno e sabineno
    • analgésicos: mirceno (principalmente), pineno, sabiineno e careno
    • anti-viral e estimulante imunológico: limoneno
    • descongestionante hepático: limoneno
    2. Propriedades terapêuticas dos SESQUITERPENOS:
      • anti-inflamatórios: todos
      • anti-infecciosos: cariofileno, humuleno, farneseno (bacteriostático) e terpinoleno
      • ferormonio:germacreno D
      • descongestionante hepático: camazuleno
      3. Onde são encontrados alguns monoterpenos e sesquiterpenos:
        Os terpenos são substâncias naturais e encontram-se em sementes, flores, folhas, raízes e madeira de plantas superiores assim como no musgo, algas e líquens.

        3 comentários:

        1. Olá!Queria saber sobre como é feita a extração da camomila e qual é que fica com o tom azulado e se as flores devem ser frescas ou secas?

          ResponderExcluir
        2. Olá, a camomila é extraída através de vapor d'água e para dar o tom azulado tem que ser a camomila alemã (Matricaria chamomilla). Com relação às flores frescas ou secas, vou ter que pesquisar, mas acredito que são secas.

          ResponderExcluir